Thursday, August 24, 2017

FOME, my poem translated by Adao Wons. Editor, Cotiporã Cultural, Brazil

FOME

Ram Krishna Singh- Índia


Porque eu não pude entrar
na vida dela de mentira falhei
Meu próprio instinto, agora culpo
Feito fome atrativa
Dentro das paredes do campus
A verdade permanece sombria
Até um subi
Sua pele tateia o oculto
O corpo fala estranhamente
E lentamente pelo ato
Mesmo que não seja feito
Através do aumento, queda e
clímax
No vislumbre do crepúsculo
Fissuras e cantos
Quando vestida de noite, alguém
sente
Luz do silêncio nascente


Tradução: Adão Wons
profrksingh@gmail.com

 
Published in Cotiporã Cultural , World International Connection Peoples, Edição: Julho e Agosto de 2017 Nº70

Edição e produção: Adão Wons. Rua Marcílio
Dias, 253 – Térreo - Centro. CEP: 95335-000
Cotiporã – RS E-mail:adaow@ibest.com.br -----
BRASIL 



CAMINHANDO DENTRO

Ram Krishna Singh, India


Horas de silêncio
E muitas caminhadas:
Sem palavras fáceis
Sem moldura
Sem paranóia
Nenhuma peregrinação
Mas cantando dentro
Durante o dia em declínio
A acústica interna
Em uma colina
Sem nublado encantamento:
Suspiro para nirvana.


tradução: Adão Wons


Contato em Inglês:
profrksingh@gmail.com 


Published in Cotiporã Cultural,  World International Connection Peoples, Maio e Junho de 2017, Edição: Nº69.

Edição e produção: Adão Wons. Rua Marcílio Dias,
253 – Térreo - Centro. CEP: 95335-000 Cotiporã –
RS E-mail:wonsster@gmail.com -----BRASIL

0 Comments:

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home